Copyright 2019 - Agrupamento de Escolas Dr. Carlos Pinto Ferreira

2018-2019 - Concurso Colheres de Pau

CONCURSO COLHERES DE PAU – 2018 | 2019

Exposição de Colheres de Pau no Centro de Memória

"Milhares de colheres de pau, decoradas por alunos das escolas e por utentes seniores de instituições de solidariedade social do concelho de Vila do Conde, podem ser apreciadas até 17 de janeiro, no Centro de Memória.

Esta mostra integra-se no evento "Feira Grande de Janeiro", uma iniciativa da Câmara Municipal, que retrata uma feira secular de grande tradição onde as colheres de pau eram o “meio de transporte” das mensagens apaixonadas que o rapaz oferecia à rapariga.

Passaram os tempos de pedir namoro em verso, mas os alunos das escolas do concelho, todos os anos, recriam esta tradição e, dando largas à imaginação, decoram e «transformam» as modestas colheres de pau em pequenas obras de arte e pedidos de namoro!" (https://www.cm-viladoconde.pt)

O Agrupamento felicita os alunos e os seus professores pela sua participação neste evento.

 

LinhaSeparadora

2018-2019 - Cantar as janeiras

Cantar as Janeiras

Cantar as Janeiras é já uma tradição que do nosso Agrupamento, este ano ilustrado com um excelente desenho.

Parabéns à artista autora do maravilhoso cartaz que aqui publicamos!

2019 01 11 janeiras

LinhaSeparadora

2018-2019 - Direitos Humanos

"Graças à Declaração Universal dos Direitos Humanos e aos compromissos dos Estados quanto a seus princípios, a dignidade de milhões de pessoas foi elevada, um sofrimento humano incalculável foi impedido e os fundamentos de um mundo mais justo foram construídos" (http://www.unesco.org/).

Para assinalar esta data, os nossos alunos empenharam-se e, orientados pelas docentes da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, desenvolveram  e distribuiram separadores de livros com mensagens sobre esta temática tão importante.

2018 12 10 DireitosHumanos

LinhaSeparadora

2018-2019 - Dia dos Mortos

2018 11 22 Espanhol

O “Dia dos Mortos” é visto como a tradição mais significativa e representativa da cultura mexicana. A celebração acontece em dois dias: 1 de novembro (dedicado à alma das crianças) e dois de novembro (à alma dos adultos). A fusão das culturas indígenas e espanholas, deram origem a todos os ritos e cerimónias que se realizam nesta altura. No México acredita-se que as almas dos entes queridos regressam do além e, por isso, por esta altura, todos se preparam para os receber, montando-lhes um altar nas suas casas, onde se colocam várias oferendas, a sua comida e bebida favoritas, bem como as fotografias dos homenageados, velas para iluminar-lhes o caminho e as coloridas flores de “cempasúchil”, a chamada flor dos mortos. Os altares variam de casa para casa e aquilo que se coloca tem vários significados. Nesta atividade, pretendeu-se recrear esses altares, através de um concurso entre as turmas de Espanhol do 9º ano, do qual resultou vencedor o altar 1, elaborado pelo 9ºD. Os altares estiveram a votação na biblioteca. LinhaSeparadora

Estendal de Direitos

No sentido de colaborar nas actividades propostas pela Comissão Alargada da CPCJ, no âmbito do aniversário da Convenção dos Direitos da Criança e no âmbito do mês de prevenção dos maus tratos, os alunos do 8.º ano realizaram um "Estendal de Direitos", com frases alusivas aos direitos da criança, para serem expostas na entrada da escola sede.

2018 11 06 EstendalDireitos

LinhaSeparadora

f t g m